sábado, dezembro 31, 2011

sejamos nós próprios as mãos de Deus


Passou mais um ano, de modo acelerado e com muitos tempos e contratempos. Ao olhar o passado vemos muita coisa feita e realizada (seja ela boa ou menos boa), mas o que vemos ao olhar o futuro? Uns dizem que os dias serão muito “negros”. A palavra “sacrifício” está na ordem do dia. Eu sei, e todos sabemos, que os dias serão difíceis, mas desde o momento original de toda a criação, quando é que não existiram tempos difíceis? Eu, ao olhar este futuro, recuso-me a olhar simplesmente o péssimo, mas a ser mais optimista. Um optimista bem presente na realidade que vai ser vivida e enraizado no coração de Deus.

Que seria de mim sem a sua presença constante e amiga? Porque não, ouvirmos mais a Palavra de Deus e deixar que ela ilumine os nossos afazeres do dia a dia? Porque não, pôr em prática as palavras que Jesus nos deu? Porque não, autorizarmos que o nosso coração seja transformado e moldado por Deus?

Na unidade de esforços e gestos de amor, a humanidade supera as suas maiores dificuldades. Algumas vezes o Apóstolo S. Paulo utiliza a palavra: “suportai-vos”. Neste novo ano que se inicia (que alguns agoiram como sendo o último) tentemos ser o “suporte” nos momentos e nos tempos partilhados. Tentemos ser humildes nas nossas conversas e nos nossos atos. Sejamos como os pastores de Belém que contaram a notícia do nascimento de Jesus e se alegraram por encontrar Deus nas suas vidas. Na vida de cada um e dentro da realidade que nos cerca e nos envolve, sejamos nós próprios as mãos de Deus!

quinta-feira, dezembro 29, 2011

pedaço de vida (f)


Sei que muito pouca gente passa por aqui, mas faz-nos bem abrir a mente e a alma onde quer que seja. Eu escolhi abrir aqui momentos e intimidades do que vai na alma em determinados tempos da vida. A mim ajuda-me a colocar nas palavras o que vai no coração. A quem lê espero que incentive a abrir também um pouco da sua alma. Nesta amanhã abro o coração numa intimidade para agradecer ao Senhor os tantos Bons corações que me rodearam até hoje e que vão continuar a influenciar nas escolhas e forma de viver e olhar a vida. Mas também agradeço ao Senhor a generosa humildade com que me tem ensinado a viver, de modo a aceitar cada vez mais todos os outros corações que vão partilhando as suas vidas. Mas... (há às vezes uns "mas") nem sempre o que parece seguro e certo é duradouro,... é com mágoa que dou conta de momentos em que o "tapete foge dos pés" e os tombos são grandes. Mas Ele está sempre presente e dá sinais do seu amor. O pedaço de vida deste momento são os sinais do amor de Deus: corações bons!

quarta-feira, dezembro 21, 2011

pedaço de vida (e)


Quando nasceu o dia, pensava para as almofadas: valerá a pena levantar a cabeça tão cedo? Agora digo, já não penso: valeu e está a valer a pena. Acontece assim às vezes. o dia chama por nós e não nos apetece enfrentá-lo. Se não o tivesse enfrentado, não teria tido as belas surpresas que até agora têm acontecido. Surpresas de gente que envia embrulhos cheios de ternura... surpresas de gente que mostra querer ser perfeito no que faz... surpresas de gente que sabe ser humilde de coração e de gestos... surpresas de quem diz "bom dia" pela primeira vez em muito tempo... Sim, Senhor, está a valer a pena! Como será o resto do dia? não sei, mas sejam quais forem as surpresas a ter ainda, sejam boas ou menos boas, estou aqui para as viver!!!

segunda-feira, dezembro 19, 2011

pedaço de vida (d)

há gente incrível... pensam,... criticam,... mas pouco fazem e quando chega a hora de deitar as culpas a alguém,... aí vão elas de imediato.... que é feito da compreensão? da tolerância do respeito? este é um simples desabafo depois de ter lido algumas coisas e comentários por esta rede a dentro... como seríamos mais felizes se respeitássemos mais e criticássemos menos!

segunda-feira, dezembro 12, 2011

pedaço de vida (c)


As palavras às vezes são demais para dizer o que se é, e outras vezes faltam para dizer o que vai no fundo do coração. De facto, as palavras são a maneira com que nos podemos exprimir uns para os outros, mas além das palavras existem os sinais exteriores... um olhar... um aperto de mão... um simples toque... um abanar de cabeça... tantos e tantos sinais...
Entre palavras e sinais dizem-se e fazem-se muitas coisas... mas poderiam fazer-se muitas mais, não deixando que fiquem palavras por dizer nem sinais por fazer... Este é um pedaço de vida (e de mim) que aqui partilho... o desejo e a vontade de dizer mais e fazer mais...

sábado, dezembro 10, 2011

pedaço de vida (b)


Deus ama-nos! Sou grato pelo Seu amor?
João é a voz que dá a conhecer a Luz. Vejo e sigo a Luz?
Viver sempre alegre, orar sem cessar, dar graças em todos os momentos!

sexta-feira, dezembro 09, 2011

pedaço de vida (a)

Há palavras e situações da vida que nos dão força real para crescermos e sermos melhores... São momentos,... são pedaços de tempo que depois de passarem nos fazem sorrir e levantar as forças para continuar a lutar e a ser felizes. Agora é um momento desses... espero que dure. Obrigado, Senhor!

sábado, dezembro 03, 2011

um empurrãozinho

Deus está sempre atento ao que se passa com todos nós, seus filhos. "Mas não dou conta d'Ele", diz alguém. Mas Ele está por aí e por aqui, basta acreditar. Talvez seja falta de acreditar que Ele dá um "empurrãozinho" que faz com que nos tornemos vacilantes na fé. A perseverança mantém-nos unidos ao Senhor. É a esperança n'Ele que nos faz suportar as adversidades do dia-a-dia (eu assim acredito e assim vivo, hoje mais do que ontem). É tão bom dar-se conta do Seu "empurrãozinho"...