sábado, junho 23, 2012

pedaço de vida (v)

De facto há mil e uma coisas que passam na vida de todos nós (na minha) que são marcas bem firmes de existência. O Senhor é o mesmo, mas há tantas divisões na forma de o acolher e viver. Escuta-se a Palavra dia após dia, domingo após domingo, ano após ano e esporadicamente,... Mas continua a não viver-se o que se ouve e se medita! "Vede como se amam..." "Tinham um só coração e uma só alma,..." "Punham tudo em comum..." Este é o espírito da Igreja de Cristo que é universal, mas que por vezes por culpa minha e de muitos outros (é importante reconhecer que sou/somos culpados), o Senhor não vive mais presente no coração de todos e num coração que é um só. Este é um pedaço de vida que me custa a pensar e a escrevê-lo porque, pensava eu, já não vivia numa realidade de Igreja em que uns reclamam direitos e não reclamam o amor, a amizade e a fraternidade.

quarta-feira, junho 13, 2012

pedaço de vida (u)

Ser mais calmo, mais sereno,... saber organizar melhor o dia e estar desperto para as várias necessidades do mundo que rodeia,... encontrar momentos para entrar na intimidade com Ele e desvendar o caminho a trilhar,... achar a motivação para não cair na rotina nem no esquecimento das vicissitudes da vida,... saber o que é sempre realmente importante,... Aprender a ser mais humilde e mais cheio de Ti, Senhor,... Este é o meu pedaço de vida neste momento do dia e, de modo especial, neste tempo da vida! Ser, saber, encontrar, descobrir,achar e aprender... acima de tudo: estou a precisar de fazer da minha vida (que não é minha) mais oração!

sábado, junho 09, 2012

pedaço de vida (t)

São os sentimentos fazem criar os turbilhões de emoções e sensibilidades de vida.
Sentir... é tão bom sentir.... 
Sentir o alívio, a alegria, o suspiro, o abraço, o beijo, a consolação, sentir o bom....
Sentir a angústia, o desânimo, a tristeza, a lágrima, sentir simplesmente...
Sentir a presença de Deus! É este o sentimento que agora mais preciso que me encha: Deus! Por vezes temos a fraqueza de não reconhecer com simplicidade o que é preciso para viver  e sustentar cada dia. Neste momento eu coloco-me aos pés do Senhor Jesus para que, de coração aberto, Ele encha o meu espírito. Preciso tanto, tanto, tanto que Tu me preenchas mais, Senhor.