terça-feira, novembro 03, 2015

coisas de mim (h)


Há coisas de mim para ti que são o mais puro do sentimento que sai do coração,... É verdade! É do coração e não de complexos esquemas mentais e de razão pensados e cogitados numa dimensão alheia às verdades do coração. É Verdade! Verdade que tudo o que sai do coração é sincero, é puro e não tem voltas e voltas para se chegar a um lugar que é desejado e repelido ao mesmo tempo. É Verdade! Verdade que o amor se vive, se sente e se diz por gestos e palavras. Por vezes fazem falta todas estas coisas,... Outras vezes acontecem com naturalidade e... sabem tão bem!!! É maravilhoso sentir,... tocar,... viver,... Amo muito e muito perdoo. Aprendi CONTIGO, Senhor que me dizes todos os dias que quem muito ama é porque muito perdoa. Sou assim, e todos os dias me renovo contigo nesta esperança, neste amor e nesta coragem!... Há dias difíceis, mas Tu também só dás o que posso suportar. Não tenho medo, Senhor, porque Tu estás comigo. Tu amas-me, sou precioso e valioso aos Teus Olhos...

sexta-feira, outubro 23, 2015

coisas de mim (g)

De entre coisas da vida há as que marcam pelo bem e as que se gravam pela mágoa que deixam. A quantidade de gente que não sabe viver pelo bem comum e que só se comanda pela sua vontade individual e egoísta, vai crescendo. Um crescimento infeliz, desumano, interesseiro e sem sentido de futuro, pois a esperança aí não existe, muito pelo contrário, nunca existiu. Há as coisas que marcam pelo bem que são e que fazem porque são verdades vividas no caminho do dia e da noite. Verdades que se tornam realidades aceites e desinteressadas, pois são vida. Agora as coisas da vida que se gravam como mágoa são os cantos e recantos obscuros das verdades que são mentiras e das mentiras que querem fazer verdades.
"Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida"! Só n'Ele, com Ele e para Ele entrego e confio a minha vida,... mas,... também graças a Ele a entrego e confio aos que marcam a vida pelo bem e pela realidade do bem comum.

domingo, julho 05, 2015

coisas de mim (f)

De mim para o mundo há um coração e uma pessoa que ama e quer amar com verdade e sinceridade e que já não espera recompensa pelo amor, pois as retribuições ausentam-se, conseguem ser falsas e nem sequer se tornam palavras de aproximação, porque o silêncio instala-se. De mim para o mundo há um coração e uma pessoa que simplesmente querer amar e dizer (porque o sente): amo-te, abraço-te, beijo-te, quero estar contigo... De mim para o mundo há um coração e uma pessoa que quer abrir os seus sentimentos ao próximo, mas que se confronta com as resistências, as incompreensões, com as irrealidade, com as falsidades, com as vidas que não são vidas... De mim para o mundo há um coração e uma pessoa que só quer amar, pois só o amor basta. Tu Senhor, que me amas, ensina-me a amar e a dizer todos os dias: Amo-Te a Ti, Senhor e porque te amo quero amar como Tu amas.

sábado, junho 27, 2015

coisas de mim (e)

Hoje acordo de manhã cedo a sentir o calor do sol que bate lá fora na janela e que aquece todo o ambiente. Não consigo o sentir de gostar deste calor que me invade a casa e a alma. Gosto sim de sentir o calor humano. o calor do amor, do carinho, dos gestos da presença real e amiga dos que amam e que verdadeiramente são e querem ser amados. Não será que já são poucos, ou muito poucos os que amam e querem ser amados com verdade, sinceridade e simplicidade? Sim, hoje sinto-me com a falta do calor do amor,... do amor do que diz estar, mas não está,... do amor do que diz amar mas não ama,... do amor de quem amou, mas deixou de amar... do amor de quem não ama porque não gosta e porque não concorda e porque não quer,... do amor de quem já amou, mas que agora afastou o amor.Sim. Sinto falta de parte do amor humano que se faz sentir em gestos, abraços, beijos, presenças, palavras e que não se esconde em subterfúgios falsos. Sinto o calor do Amor d'Ele, porque esse nunca me falta e por causa do Seu amor por mim, hoje vou sorrir mais, abraçar mais, beijar mais, sorrir mais!

sábado, junho 20, 2015

coisas de mim (d)

Há muitas coisas que não são definidas em palavras mas só em sentimentos... como definir o estado de felicidade? Algo imenso, exuberante, alegre, sentido, emocionante, comovente, lagrimante,... o bichinho que está dentro e se quer soltar à força toda e que acaba por se soltar das mais várias maneiras: com beijos, com lágrimas, com sorrisos, com abraços, com palavras, com tantas e tantas coisas,... Esta é a "coisa" que está neste momento dentro de mim: um estado/sentimento/emoção de felicidade tal que não se descreve, mas sente-se. Ele de facto não abandona, mas dá o seu colo a todos os que com Ele caminham e com Ele querem ser felizes!

quarta-feira, junho 17, 2015

coisas de mim (c)

O que vai dentro e fora de mim... um misto de coisas que são angústia e que ao mesmo tempo são certezas de felicidade. como é possível? não sei, o que sei é que ambas as coisas acontecem. Apetece-me ir por aí e ver, olhar, sentir tudo,... apetece-me estar com quem me ama e com quem ainda não sabe o que é amar,... apetece-me simplesmente ir e estar sem certezas e sem destinos,... só porque as coisas que estão em mim se baseiam numa grande certeza: só o amor chega para viver , pois tudo o resto é colhido do amor. Estar angustiado e feliz, é o sentir da vida. não é novidade. é a realidade. Só Tu para me saberes e me amares como eu sou!

quinta-feira, junho 11, 2015

coisas de mim (b)

Para mim não é dificil transparecer o que eu sou e o que eu sinto. Provavelmente esta é a razão de umas e/ou de muitas incompreensões no caminho da vida. Por isto sinto que a verdade por vezes é melhor ser tapada ou mesmo escondida, porque na realidade do mundo não é a verdade que interessa acima de tudo, mas são outros interesses: pessoais, pessoais, pessoais, pessoais,... mas também sinto que não consigo ser de outra maneira que não seja o ser verdadeiro  com o que digo e com o que sinto, nas várias maneiras de o passar para o que envolve. Ele continua a ensinar-me que vale a pena ser verdadeiro, que vale a pena transparecer o que se sente e dizê-lo, que vale a pena ser-se sempre o que e é e que nada é razão para tapar a realidade da essência de cada um, admitino pessoalmente como se é e o que se é. Ele ensina-me e eu aprendo com Ele e só com Ele.

terça-feira, junho 09, 2015

coisas de mim (a)

Há coisas de mim que estão em mim,... às vezes lá saem, mas nem sempre se tornam palavras ou gestos,... são aquelas coisas que são sentimentos que não se explicam, mas se sentem.
Há coisas de mim que estão em ti,... estão em ti porque fazes parte delas e és as mesmas coisas que estão em mim e são de mim,...
Há coisas de mim que estão em nós, porque sem o nós eu não seria eu, não seria tu e não haveria nada de mim e nenhuma coisa de mim para escrever, contar e sentir,...
Há coisas de mim que estão em mim e que não deixam de ser eu, tu e nós... são coisas que nem todos sabem,... que nem todos veem,... que nem todos olham,... que nem todos se apercebem,... só alguns e Tu. Os alguns são aqueles que estão sempre bem dentro daquele lugar a que chamamos coração e onde se ama. O Tu não precisa de palavras para dizer que és Tu e só Tu e acima de tudo Tu.
As coisas de mim  que hoje fazem parte de mim são amor e perseverança.

quarta-feira, junho 03, 2015

sentimentos e palavras (z)

Por tantos e tantas coisas de razões, palavras e sentimentos se vão tendo gestos, atitudes e reações na vida. Mas é bom que se reaga na vida com o que se desenrola, com o que passa, com o que se vive,... é bom. Quando não há reação a nada é mau porque tudo estagna. Sei o que é bom: é bom sentir,... é bom viver,... é bom abraçar,... é bom beijar,... é bom dialogar,... é bom respirar,... é bom olhar,... é bom amar,... é bom ser amado, ser abraçado, ser beijado, ser querido e ser desejado,... Há tanta coisa boa que vale a pena dar conta do que não é bom e encaminhá-lo para o bom. Depende do que sou, do que somos e do que queremos ser. Senhor, sou teu, todo teu... faz de mim o que quiseres, através do meu esforço diário para ser bom como Tu és tão bom para mim. Encaminha o meu pensamento, as minhas palavras, as minhas ações só para o amor, pois d'ele vim, n'Ele quero ficar para um dia viver n'Ele plenamente.

segunda-feira, maio 25, 2015

sentimentos e palavras (x)

Há "coisas" que não se verbalizam, mas que se sentem... e os sentimentos são de tal maneira profundos que são forças avassaladoras para as muitas "coisas" do dia-a-dia. Sentir,... é tão bom sentir,... sentir o que se vive,... sentir o que se ama,... sentir o que não se vê,... sentir o que está longe e perto,... sentir o que faz mal e bem,... sentir o que se odeia,... é tão bom sentir,... Mas há sentimentos que não se verbalizam, mas que pelo menos se escrevem (nunca sendo letrados na sua integra)... Hoje sinto, como senti ontem e como irei sentir amanhã. Sinto que amo, sinto que sou amado! Sinto que dou de mim e que recebo de "ti"! Sinto que sou eu e deixo de ser eu! Sinto que Tu estás aqui, porque olho o caminho e não desisto! Sinto que há muitas pessoas que me querem como eu as quero e preciso delas! Sinto que as forças são imensas porque Ele me impulsiona em frente! Sinto que há olhares de bondade, outros de dúvida, outros de medo, outros de indiferença! Sinto que quero e preciso de amar mais,... muito, muito mais! Sinto simplesmente como tantos e tantas sentem...

quinta-feira, março 19, 2015

sentimentos e palavras (u)

A insignificância das palavras e dos sentimentos nas ações e gestos reais das pessoas, são como espadas que ferem até ao fundo do coração. As palavras quando são tomadas como insignificantes pelo outro, não são palavras ao vento, mas palavras que se tornam sentimentos turbilhados de ouvidos e atitudes significantes para as palavras dadas. Assim, quando uma palavra se torna insignificante ao ouvido do outro, também se torna significante ao próprio que a disse, pois não foi escutado nem atendido com uma palavra, mas com um gesto insignificante que se torna significado. Então, diante de palavras significantes, mas tornadas insignificadas, geram-se sentimentos insignificantes, mas que são significativos. Senhor, ilumina as palavras que geram sentimentos, para que o dito seja Tua vontade.

sexta-feira, março 06, 2015

sentimentos e palavras (t)

Nem sempre as palavras são sentidas, mas há palavras que não são ditas que se tornam sentimentos brutalmente sentidos e magoados por serem ocultadas,.... por serem escondidas,... por serem esquecidas,... por serem simplesmente esquecidas, quando não são ditas com a verdade do coração. Quantas vezes se sentem as palavras? Quantas vezes os sentimentos são palavras? Quantas vezes uns e outros são euforicos e outras vezes são saudade e, ainda, outras vezes são dor? Para quê ausentar a verdade da vida? Porquê dar lugar ao vazio dos sentimentos e das palavras que não são escritas, não são gravadas e não são ditas? Magoa tanto,... tanto,... tanto,... porque a saudade das coisas, o amor de tudo, a doação da vida só tem sentido quando as palavras são sentimentos e quando os sentimentos também se tornam palavras reais e visiveis e não ocultas e escondidas.

quarta-feira, março 04, 2015

sentimentos e palavras (s)

A saudade do que se sente e que em tempos foi habitual, torna-se saudade real no agora do que foi, mas do que é e continua na memória do sentir e da ausência da presença e das palavras. A indiscrição do que se vive em momentos do hoje, faz sentir e viver o hoje com uma mão no ontem, mas com os olhos no futuro. Assim é o sentimento pelas pessoas que passaram, mas que continuam a marcar, sem deixar de ter gravadas na realidade do coração e do dia a presença que sempre caracterizou e continua a marcar a própria vida no hoje.

domingo, janeiro 04, 2015

sentimentos e palavras (r)


Os sentidos da vida impelem para lugares, pessoas, momentos, situações,... e muitas outras coisas. Há muitos sentidos, mas há um sentido que é único: Deus. Por vezes é com sentimento de impotência, incapacidade e falta de coragem que se enfrentam situações, pessoas e momentos de vida que tem muitos sentidos, mas não o d'Ele. Rostos, maneiras de estar, palavras voadas da boca que não são adoração, só distração. De repente pergunta-se: qual é o sentido? E a vontade de resposta: está diante de ti, mas não o vês porque estás demasiado focalizado em muitos outros sentidos que não dão esperança. Sim, Senhor, Tu és o sentido, a esperança, a alegria, a fortaleza, o íntimo de mim mesmo. Faz de mim homem de coragem, de ânimo, de esperança que sem medo anuncia e é apóstolo de Ti. Só de Ti.