sexta-feira, agosto 11, 2006

resultado... de algo pensado há muito tempo!!!!


No fundo de mim quero tudo,
O tudo que está vazio,
O espaço que ninguém enche,
O lugar inexistente...

No olhar de jovem sonhar...
No sonho de criação entrar.
Num espaço que deixa o nada
Num lugar que é entrada.

No sítio do nada entro,
Vejo o infinito que é tudo,
Vejo o tudo que é nada!
Olho e sonho,... nada!

No sentir de uma só solidão
Olho e choro, um rio...
Quero crescer, explodir, viver...
Amar e amar-Te sem mais poder.


ângelo miguel
4 Novembro 2001

3 comentários:

A Capela disse...

Escrever assim, é amar, é viver.

O nosso amor por Deus parece-nos sempre pouco... se pensamos em como Ele nos ama, então, nada.

Bem bonito P. Angelo.

Malu

Pe Ângelo disse...

isso é verdade... o amor de Deus por nós é muito grande que não há palavras que o possam descrever,... mas nós podemos e devemos ser gestos do Seu amor... só assim poderemos dar o nosso agradecimento a Deus pelo Seu imenso Amor...

Maria disse...

É todo o meu sentir neste momento
"Olho e choro um rio"
"Olho o e sonho... nada!