quinta-feira, outubro 04, 2018

carta (o)


Senhor, de facto há coisas muito preciosas em toda a obra da Tua Criação. Uma dessas preciosidades é o sorriso. O sorriso das pessoas é fantástico e revela sempre o seu estado de espírito. Hoje não penso nos "sorrisos amarelos", mas sim nos verdadeiros e belos sorrisos que fazem transparecer na vida de todos a Tua vida. Porque quem sorri com verdade mostra o Teu sorriso. Pelo menos é o que eu penso e vejo. Não olho o meu sorriso, nem sei se ele é bonito ou feio, mas olho o sorriso de tantas e tantas pessoas que vejo e que recordo. Hoje simplesmente, Senhor, te quero agradecer o sorriso simples, puro e sincero... o Teu sorriso e os Teus sorrisos na vida das pessoas!

segunda-feira, outubro 01, 2018

carta (n)

Senhor, no fim deste dia escrevo-te sobre o se eu sou o que chegue e faço o que chegue ou é preciso fazer e ser muito mais. Este exame de consciência nasce de uma música que ouvi à pouco. Parece-me que há muitas maneiras de se fazer um verdadeiro exame de consciência. Por isso esta música que diz que nunca chega… fez-me pensar se hoje fiz o que chega-se, não por mim, mas por Ti. Pensei um pouco e conclui que durante a maior parte da vida fiz mais "coisas" para os outros que para mim, porque se para mim as metas, objetivos e "coisas" já pareciam que chegavam, sempre quis ir mais além e ir ao "outro lado" de tudo. Faço o que chegue? Não, posso fazer muito e muito mais. Se alguém alguma vez me diz que já fez tudo o que podia, sempre fico a pensar: "não poderás fazer um pouco mais? Examino a minha consciência e a minha vida e penso nas pessoas que fazem tanto e tanto e nunca lhes parece ser o que baste, mas continuam a lutar e a dar de si mesmas, sem se aperceberem que estão a dar tudo de tudo o que têm… E penso nesta noite nestas pessoas que conheço (e noutras que ouço falar) que dão tudo por tudo pela vida e para a vida e nem sequer pensam se já chega ou não chega, porque isso não é uma meta a atingir, pois a meta é simplesmente dar. Penso também nas pessoas que não se olham e que precisam de se olhar para dar mais de si… penso em tantas pessoas e tanta gente que vou guardá-las comigo no coração e tê-las na minha memória para que sempre eu dê,... dê,... dê,... tudo por elas. Bem-haja, Senhor pelo Teu coração que me mostra que nunca chega e pode ser sempre mais…

quinta-feira, setembro 27, 2018

carta (m)

Senhor, é muito mau quando nós não Te queremos conhecer melhor e em vez de Te queremos, queremos outras coisas que, mais tarde, descobrimos não serem boas, porque só Tu és Bom. Há momentos em que o peso da vida é muito grande e é preciso descansar. Encontrar o descanso que alivia, mas que dá esperança para seguir em frente. Pois é seguir em frente que que precisamos todos. Hoje já vi uma imagem de uma grande escadaria em que do desânimo do inicio até à felicidade de conseguir alcançar o último degrau, vi a força crescente de Ti em mim na vida de cada dia. Sim, porque eu sei bem que se não entregar a vida todos os dias nas Tuas mãos, a Tua vontade não cresce e não se realiza em mim. Por sentir que a vida é como uma grande "escadaria" que sem Ti não subo, hoje quero, Senhor, dizer-Te que nunca me calarei (pelo menos não quero)... nunca me calarei de dizer quem Tu és e de Te dar a conhecer aos que Te conhecem e àqueles que não Te conhecem e àqueles que não te querem conhecer... nunca me calarei para contar as maravilhas que tens feito na minha vida. Senhor, eu sei que Tu és o Senhor que nunca me abandona, sê sempre o Senhor que sempre me acompanha na "escadaria" da vida (mesmo quando faço birra e não quero subir mais nenhum degrau)!!!!

terça-feira, abril 24, 2018

carta (l)

Senhor, às vezes paro um bocadinho a pensar sobre as coisas da vida, mas de modo especial sobre as minhas atitudes, as atitudes de mim para com os outros e, também, as atitudes dos outros para comigo. Parece não ser mal nenhum pensar nestas coisas. Hoje tenho que desabafar isto: estou farto de pessoas que só pensam mal e são más. Na vida da humanidade, todos os dias, há novidades sobre pessoas que são más para com outras: matam, ferem, são indiferentes, só olham para o seu próprio umbigo... Na vida mais próxima, há gente que passa o tempo a falar mal e a ser má para outras pessoas. É certo que nem sempre se dá conta disto, porque há bons corações e boas bocas que não o fazem,... mas quando acontece e essas "maldades" vêm ter ao meu coração, são um peso tão grande! Não sou ingénuo ao ponto de pensar que não existe maldade, pois ela existe. Só não compreendo a razão para se fazer uso dela: em palavras, ações e pensamentos. Não compreendo, Senhor, porque é que há pessoas que só veem as fragilidades nos outros. Não compreendo, Senhor, porque é que há pessoas que não se alegram com a felicidade dos outros, fazendo ações e palavras para que o outro esteja e viva mal. Não compreendo, Senhor, porque é que cristãos se tratam mal uns aos outros. Não compreendo, Senhor, porque é que há pessoas mais felizes com o mal de outras pessoas do que com o seu bem. Não compreendo, Senhor, a razão pela qual há pessoas que não querem ser felizes e fazer os outros felizes. E este peso no coração e na alma é muito grande. Há uma coisa que compreendo, Senhor: que o peso da Tua Cruz é muito maior que o peso que sinto, e por isso te peço, alivia-me com o teu Amor.

sábado, abril 21, 2018

carta (k)


Senhor, sabes, como eu sei, que por vezes há pessoas que são vítimas de injustiças em palavras e ações (já para não falar dos pensamentos maliciosos). São estas pessoas que eu quero colocar hoje nas Tuas mãos, porque eu sinto que muitas vezes Tu a mim me confortas e dás a força para olhar em frente,... por esta razão quero colocar-Te nas mãos as pessoas que ao longo dos últimos dias têm sentido a "maldade" humana.
Já pensei que a culpa de algumas injustiças ouvidas e sentidas têm a culpa nas palavras e ações próprias. E é verdade! Mas também penso que algumas vezes a culpa não é própria, e é difícil que se reconheça a culpa (já diz o ditado que a culpa morre solteira). Assim, e não por causa da culpa, mas por causa das palavras e ações que injustamente ferem o coração, quero pedir-Te que me continues a infundir Sabedoria e Luz para conseguir olhar em frente,... peço-Te para mim e para aqueles que estão no meu coração e que quero entregar nas Tuas mãos. 
Sabes, Senhor, também me dou conta que (porque me acontece) algumas vezes há situações que acontecem não por maldade mas por ingenuidade e inocência,... e quando acontecem e os corações estão abertos (de parte a parte) tudo se (re)concilia e tudo torna a ser sereno,... mas quando os corações não estão abertos, infelizmente corre algum sangue, por isso hoje a ti rezo:

Senhor,
dá-me ouvidos que Te saibam escutar e escutar as pessoas...
dá-me sabedoria que saiba aconselhar e viver...
dá-me corações que sangrem para que Te mostre e Te revele...

sábado, janeiro 13, 2018

carta (j)

Senhor, na vida diária há coisas que me fazem pensar sobre mim e sobre tudo (seria mau se assim não fosse). Hoje dou-me a pensar sobre o sentir da Tua Voz que me chama, pois algumas vezes me questionam sobre como sei que Tu me chamas, falas comigo e me dás esperança e força. E é sobre tudo isto, Senhor que eu agora estou a pensar... principalmente sobre o dom a vocação. Tu me chamaste e me chamas, e eu vou dizendo sim. Por vezes o meu sim não é muito forte, mas outras vezes é bem forte, e dou conta de mim a pensar que quando é mais forte, é mais cheio de amor Teu por todos e, por vezes, incompreendido por alguns. O Teu Amor divino pode mesmo ser incompreendido porque é muito, muito, muito grande e precisa de muitos corações para se manifestar, pois só o meu coração sozinho não aguenta. Por isso é que ouço a Tua Voz cada vez que digo o que sinto de Ti e vivo como o que sinto de Ti. Quando isto acontece eu dou-Te e partilho o Teu amor divino que é grande demais para ficar só comigo. A Tua Voz é enorme,... forte,... sentida,... poderosa,... e nem sempre acolhida. Por isto é que eu hoje, Senhor, tal como eu Te deixo entrar em mim, eu quero que através de mim muitos outros Te possam sentir, desejar e seguir. Quero dar-Te como Tu Te dás a mim e quero fazer ouvir a Tua Voz como Tu a fazes ecoar em mim. Hoje, Senhor, gostava que mais alguns também se colocassem diante de Ti e Te ouvissem, e que Te seguissem. Vou esforçar-me para que sejas Tua a falar na minha vida. Bem-haja, Senhor, pela força, esperança e amor que nos dás!

domingo, dezembro 17, 2017

carta (i)

Estou em paz, Senhor. 
Passou um ano de tristeza, de saudade, de tantos sentimentos que não há descrição possível para ter... Há um ano ouvi da voz da minha mãe o que nenhum filho está preparado para ouvir, e ainda por cima da voz de quem partilhou tanta vida com o pai. 
Mas estou em paz, Senhor, só porque sei que o pai está aí contigo e que continua a tratar de mim e de nós. Mas custa muito não o ver nem o ouvir. Mas aceito, Senhor. Aceito a tua vontade porque ela é a maior de todas e a mais perfeita de todas. Mas, Senhor, eu sofro com saudade e só te peço que me continues a dar a paz que me dás no coração, porque este beijo ao pai, foi também um beijo de paz e de amor entre pai e filho.