segunda-feira, setembro 12, 2005



No dia da minha ordenação de diácono...

Não há palavras que exprimam a alegria, o sentir, a maravilha do que é ser tocado por esta graça de Deus. Parece que em cada dia continuo a ouvir a Sua voz a dizer-me: "Vem, quero que sejas os meus braços, a minha boca, as minhas mãos,..." O dia 3 de Julho do ano 2005 ficará para sempre marcado por esta mão de Deus sobre mim!... Ser diácono não é simplesmente ser, mas ser, fazer, viver e celebrar! E é assim que me sinto: alguém que é enviado e que continua a responder em cada dia: "Senhor, Tu sabes tudo, bem sabes que te amo!..."

2 comentários:

Pe. Tó Carlos disse...

Os Diáconos desta diocese são um espectáculo! Aquele abraço! Vou "linkar-te no meu..."

Maria disse...

Quando Deus chama ,não à volta.