terça-feira, junho 05, 2007

um momento...

Já há algum tempo que aqui não deixava nada. A vida vai-nos dando alguns momentos inesperados, mas dos quais devemos retirar sempre forças para continuar a caminhar. Neste momento em que rezo pelo sofrimento dos doentes (nomeadamente pelo meu pai) só consigo dizer nas minhas oração: «faça-se, Senhor, a tua vontade e não a minha».
Os momentos mais sensíveis da vida fazem-me pensar nas vezes em que podia ter dito: amo-te, e não disse. É nestes tempo de vida em que a tristeza invade a alma que mais vontade me dá de me prostar diante da grandeza e beleza de Deus naquilo que Ele proporciona a todos nós. Não quero deixar passar o momento de dizer:
Obrigado, Senhor, pela vida que nos ofereces e pelos sorrisos e lágrimas que me dás.

Obrigado, Senhor, pela voz, sorriso, olhar e vida que tens concedido aos que me rodeiam e a todos os que vivem neste tempo.

Obrigado, Senhor, pela vida do meu pai e por tudo quanto ele fez, desejando que a tua vontade seja que ele continua a iluminar a vida da minha família e do mundo com o seu olhar...

10 comentários:

ERute disse...

Uma oração por toda a familia e pelo seu pai.

rui disse...

A doença tem um sentido purgativo para o doente e para aqueles que o rodeiam. Nestes momentos, agradecemos não apenas o dom da vida, mas aprendemos a lei que dela brota, nas limitações das nossas doenças.
Tenho alguém em estado "vegetativo" há já alguns dias e custa de dia para dia visitar esse familiar que se debate numa luta já inutil pela vida. Quantas vezes podia ter dito amo-te e não disse. Quantas vezes o podia ter feito sentir e não fiz. Consola-me o facto de pensar que ele tinha consciencia desse amor, mesmo quando eu não lho mostrava. Agora nunca mais lhe poderei dizer isto. Que o Amor de Deus lhe faça sentir de ora em diante este amor que cresceu entre avô e neto, entre tio e sobrinho, entre um quase pai, e um quase filho que nunca lhe poderá agradecer todos os esforços e manifestações de amor que teve para comigo.
Deus é Grande, o nosso Deus é maior... Muita força para ti, e as melhoras para o teu pai.

Pe. Tó Carlos disse...

Aquele abraço amigo e solidário. Aparece!

Lucia Caetano disse...

Que Deus dê paz ao teu coração e de todos os seus. Que Deus cubra de bençãos o teu pai. Rezarei por vós.

malu disse...

Uno-me à tua dôr e às orações já aqui feitas. Por ambos. Com um forte abraço,

malu

Anónimo disse...

Então como vão as coisas, Padre?
Um abraço amigo

Maria João disse...

Obrigado por tudo, Senhor. Inclusivé, os momentos menos bons. Afinal, sempre aprendemos bastante com eles. Se Deus os permite, Ele lá sabe.

beijos em Cristo

elsa nyny disse...

Angelo!!

desejo que tudo corra o melhor possivel e que as dores do teu pai sejam aliviadas...


beijinhos para os dois!

Fa menor disse...

É a primeira vez que aqui entro, mas não posso deixar de comentar, principalmente por esta excelente música, que me tocou desde a JMJ a Roma em que o meu filhote mais velho participou, e que consta do vídeo que temos em casa, feito por essa ocasião.

Agora perdi-me aqui a ouvi-la.

Desejo-lhe as melhoras do pai e tudo de bom para si.

Fa-

bico de pato disse...

Um forte abraço solidário e a minha oração pelo teu Pai...
JG