sábado, junho 27, 2015

coisas de mim (e)

Hoje acordo de manhã cedo a sentir o calor do sol que bate lá fora na janela e que aquece todo o ambiente. Não consigo o sentir de gostar deste calor que me invade a casa e a alma. Gosto sim de sentir o calor humano. o calor do amor, do carinho, dos gestos da presença real e amiga dos que amam e que verdadeiramente são e querem ser amados. Não será que já são poucos, ou muito poucos os que amam e querem ser amados com verdade, sinceridade e simplicidade? Sim, hoje sinto-me com a falta do calor do amor,... do amor do que diz estar, mas não está,... do amor do que diz amar mas não ama,... do amor de quem amou, mas deixou de amar... do amor de quem não ama porque não gosta e porque não concorda e porque não quer,... do amor de quem já amou, mas que agora afastou o amor.Sim. Sinto falta de parte do amor humano que se faz sentir em gestos, abraços, beijos, presenças, palavras e que não se esconde em subterfúgios falsos. Sinto o calor do Amor d'Ele, porque esse nunca me falta e por causa do Seu amor por mim, hoje vou sorrir mais, abraçar mais, beijar mais, sorrir mais!

2 comentários:

Maria disse...

Também não gosto deste calor que abrasa,o calor humano esse sim...é o que enche a alma ,o coração.

Maria disse...

Muitos Parabéns,Feliz Aniversário.
Desejo que sinta lá fora muito menos calor e muito mais calor junto de Si,Pe.Ângelo esse calor humano tão desejado.Bem haja,dia muito Feliz.