quinta-feira, maio 12, 2016

coisas de mim (y)

Sentem-se os olhos a escorrer lágrimas de alegria e, ao mesmo tempo de alguma dor. Há coisas que se descobrem no intimo do coração e do ser e outras que se calam e parecem querer terminar... Mas o que pode terminar? Quando se ama o amor termina? Quando se vive de amor e com amor ele desvanecesse-se como as nuvens do céu? Quando não se conhece e se descobre a novidade do amor amigo ele pode ficar perdido no tempo e na memória das coisas? Penso que não. Há quem diga que sim, mas quando se ama com verdade e sinceridade, não há amor que acabe e que se desvaneça. Infelizmente há quem viva de amor e com amor à sua volta e por coisas irrefletidas se deixa levar pelo calor do momento. Eu também assim sou... deixo-me levar. Quando me deixo levar sofro as consequências, mas não sei sofrer por falta de amor e com ausência de perdão. Peço-te, Senhor, luz para que nas cavernas do coração e da alma seja o amor a falar e não os erros irrefletidos.

2 comentários:

Maria disse...

E se amor acabar? não é amor.

Isilda Pereira disse...

"não há amor que acabe e que se desvaneça. Infelizmente há quem viva de amor e com amor à sua volta e por coisas irrefletidas se deixa levar pelo calor do momento"
E é por isso mesmo que sofro porque só tenho as consequências dos atos. Se Pelo menos Deus não deixa-se de me amar eu poderia Respirar um pouco...
Mas no fundo sei que Ele não me abandona e me perdoa pelo que tenho, pelo que faço, pelo que não tenho e gostaria de ter. Mas saberei eu viver assim? estará o meu coração preparado para entender o que digo? Peço ajuda . Meu Deus ilumina o meu caminho e dá-me um pouco de paz na minha vida. Ámem